14/11/2016 às 19h57min - Atualizada em 14/11/2016 às 19h57min

‘Curandeiro’ que usa tapas como terapia foge após menino morrer

Globo.com

 

Um homem que se autoproclama “curandeiro” e que tem um bizarro métido de “cura” – com violentos tapas – está foragido depois que um menino de 7 anos morreu durante uma sessão do inusitado tratamento.

Hongchi Xiao, natural de Pequim (China), tem consultório em Sydney (Austrália.) A polícia acredita que o nada ortodoxo terapeuta fugiu do país. Imagens divulgadas em várias contas no Facebook e em outras redes socias da web mostram detalhes do método radical adotado por Xiao.

De acordo com a filosofia de Xiao, todas as outras terapias “envenenam os pacientes”, contou reportagem do “Daily Mail Australia”.

Xiao costuma realizar workshops de autocura que custam ao participantes o equivalente a cerca de R$ 6 mil.

De acordo com a polícia, o pequeno Aidan Fenton, que era diabético, morreu ao jejuar por 72 horas para participar de um workshop. Os país acreditavam que Xiao pudesse curar o filho da doença.

                          

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »