09/01/2017 às 15h56min - Atualizada em 09/01/2017 às 15h56min

Pé na porta, discussão e 50% para o Cruzeiro: como 'não' do Vitória tirou Marinho do sério

ESPN

 

A novela mais longa da janela de transferências tem tudo para acabar essa semana.

Acompanhado do ex-zagueiro Scheidt, sócio de seu empresário, Jorge Machado, Marinho já viajou até a China para tratar pessoalmente de sua transferência para o Changchun Yatai, mesmo clube dos compatriotas Marcelo Moreno e Bruno Meneghel. Com salário em torno de R$ 200 mil no Vitória, o meia-atacante de 26 anos recebeu oferta para mais do que triplicar seus vencimentos e fazer o seu 'pé de meia'.

Falta, claro, acertar a sua saída no Barradão.

A última reunião realizada entre as partes aconteceu ao fim de seu pronunciamento, na última quinta-feira, e não teve um desfecho positivo.

Machado e Marinho insistiram com uma proposta por 60% do valor da multa rescisória de 5 milhões de euros (R$ 17 milhões) e, a exemplo do dia anterior, voltaram a escutar 'não' do rubro-negro baiano.

O destaque do último Brasileiro com 12 gols se irritou e, conforme apurado pelo ESPN.com.br, chegou até mesmo a chutar a porta ao se retirar da sala do diretor de futebol Sinval Vieira.

"Quando a gente disse 'não', é claro que ele ficou aborrecido e deixou a sala", disse o cartola, negando qualquer outra atitude.

Celestes e abrindo mão de seus 20%, mas não houve acordo. Ele, então, entrou em cena e assegurou ao Vitória que receberá o pagamento integral da multa e que, a despeito da última tentativa de Sinval, Marinho deixará Salvador.

O seu estafe chegou a esboçar uma composição com o Cruzeiro, oferecendo 500 mil euros (R$ 1,7 milhão) pelos 30% celestes e abrindo mão de seus 20%, mas não houve acordo. Ele, então, entrou em cena e assegurou ao Vitória que receberá o pagamento integral da multa e que, a despeito da última tentativa de Sinval, Marinho deixará Salvador.

"Tivemos, como todos têm acompanhado, duas reuniões intensas, com muita discussão. O Vitória colocou a posição de que a saída é mediante pagamento da multa do contrato. O empresário dele, Jorge Machado, se colocou à disposição de efetuar o pagamento. Enquanto isso não ocorrer, ele é nosso jogador. Espero que nessa semana venha a transcorrer a questão burocrática, que é de documentação, pagamento", afirmou o presidente Ivã de Almeida.

A princípio, a divisão dos direitos econômicos

Assim que receber o valor prometido na oferta chinesa, os baianos irão repassar 50% ao Cruzeiro, no entanto.

"No contrato que a gente tem, não tem o nome de (Jorge) Machado. As regras da Fifa não permitem mais pessoa física, como você deve saber. É 50% do Vitória e outros 50% do Cruzeiro. É claro que ele (Machado) deve ter acordo com o Cruzeiro. Recebendo a cifra, repassamos metade ao Cruzeiro e cumprimos a nossa parte. O resto, eles se resolvem", explicou Sinval Vieira.

Ainda exista a ameaça de multa a Marinho caso o negócio com os chineses não vingue e ele tenha de se reapresentar ao técnico Argel.

O mais provável, ainda assim, é que ele siga sua vida longe do Barradão ao lado de Machado.

Foram 41 partidas e 21 gols pelo Vitória.

"Recemos (sic) muitas críticas com a saída do Marinho do Vitoria..perder um jogador como ele é difícil ..se fala que o empresário tá ganhando tanto e o fulano ganha mais... quero falar ganho sim e minha profissão..", desabafou o agente nas redes sociais, em mais um capítulo da novela do mercado brasileiro no verão.

 
  •  

 

Link
Tags »
P na porta discuss o e 50 para o Cruzeiro como n o do Vit ria tirou Marinho do s rio
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se as eleições fossem hoje, Quem você votaria para Presidente da República

49.4%
24.6%
5.1%
4.8%
3.7%
0.8%
0.7%
0.3%
1.2%
9.4%