O Grammy 2024 marcou uma rara aparição da cantora Céline Dion desde seu diagnóstico com síndrome da pessoa rígida em 2022. Na ocasião, a artista canadense foi a responsável por entregar o prêmio de Álbum do Ano à Taylor Swift, que, por sua vez, foi acusada por internautas de ter “ignorado” a dona de “My Heart Will Go On”.

Em entrevista à revista norte-americana People publicada no sábado (15), Céline Dion falou sobre o momento de interação com Taylor Swift.

“Foi uma honra que eles pensaram em mim para presentear Taylor Swift. Ela foi a quarta ganhando este prêmio, o que é excepcional”, disse a canadense. Apesar do momento no palco que repercutiu negativamente nas redes sociais, as duas ainda foram fotografadas juntas nos bastidores da premiação.

Céline Dion e Taylor Swift na 66ª edição do Grammy Awards / Kevin Mazur/Getty Images for The Recording Academy

Ao veículo, Céline Dion detalhou mais do sentimento de estar no palco do Grammy. A estrela é diagnosticada com uma doença rara neurológica que afeta o sistema nervoso central, principalmente o cérebro e a medula espinhal, causando espasmos musculares.

“Quando senti aquele amor, não tive dúvidas de que [é disso] que sinto falta e o que quero. Ver que ainda estou nisso e que eles me permitiram estar lá… aproveitei cada momento”, disse Dion. “Fiquei muito orgulhosa de meu filho me perguntar a cada dois minutos antes de eu subir no palco: ‘Mãe, você está bem?’ e eu responder ‘eu estou muito bem.’”

Entenda a síndrome da pessoa rígida, sintoma que afeta Celine Dion

 

 

source
Fonte : CNN BRASIL

Ouça a Rádio Piranhas FMRádio Piranhas FM pelo RadiosNet. #OuvirRadio