Danilo Sousa Cavalcante, condenado à prisão perpétua por matar a ex-namorada à facadas, escapou de uma cadeia na Pensilvânia, nos Estados Unidos, na última quinta-feira (31). Desde então, as autoridades norte-americanas se mobilizaram para entender como a fuga do homem de 34 anos foi possível. Além disso, eles oferecem uma recompensa de 10 mil dólares (equivalente a aproximadamente R$ 49 mil) para encontrarem o seu paradeiro.

Através de um comunicado, foi relatado que os funcionários da Prisão de Chesco perceberam a ausência de Danilo por volta de 8h50 da manhã. Segundo o diretor interino da unidade, Howard Holland, ele deixou o local sem danificar nenhuma cerca ou causar qualquer alarde. No momento que fugiu, o homem usava o uniforme da prisão: uma blusa branca e calça verde.

No entanto, o presidiário teria sido flagrado pela última vez em câmeras de segurança já com outra vestimenta. Ele foi visto caminhando por Wawaset Road, em Pocopson Township, por volta das 9h40, com uma camiseta branca, shorts cinza e tênis branco.

A Promotoria Distrital do Condado de Chester oferece a alta recompensa por informações que levem à prisão de Cavalcante novamente. O valor total acumula 5 mil dólares fornecidos pelos comissários do condado e outros 5 mil dólares dos agentes federais envolvidos na busca. “A polícia, os detetives e o pessoal penitenciário estão usando todos os recursos disponíveis, incluindo helicópteros e cães, para encontrar Danilo Cavalcante e não vão parar até que ele esteja novamente sob custódia”, disse o governo de Chester em uma postagem. O comunicado cita ainda que Danilo também responde por homicídio no Brasil.

Relembre o caso

Danilo Sousa Cavalcante foi condenado em 16 de agosto pelo assassinato da ex-namorada Débora Brandão, em Phoenixville, nos EUA. Na época, a maranhense tinha 34 anos. De acordo com Sara Brandão, irmã da vítima, o brasileiro teria cometido o crime por não aceitar o término do relacionamento, e ameaçava Débora desde 2020.

Continua depois da Publicidade

“Diversas vezes ela terminou com ele e ele tentando voltar. Foi muito brutal. Foi enquanto ela pegava as compras do supermercado no carro, com as crianças. Ele pegou ela pelo cabelo e a golpeou no tórax, deixando as crianças verem tudo”, lamentou. Como apontado pela promotoria do caso, Danilo esfaqueou Débora até a morte na frente dos filhos dela, que tinham 4 e 7 anos, quando o crime ocorreu.

recompensa
Autoridades dos EUA oferecem recompensa por informações do brasileiro (Foto: Chester County Government)

Segundo o Daily Local, jornal norte-americano, o júri levou menos de 20 minutos para decidir a sentença do brasileiro. Deborah Ryan, promotora do caso, afirmou que o réu cometeu o crime para “silenciar a ex-namorada”, já que ela teria ameaçado contar às autoridades que ele havia sido acusado de assassinato no Brasil. Saiba todos os detalhes, clicando aqui.

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques


source
Fonte : Hugo Gloss

Ouça a Rádio Piranhas FMRádio Piranhas FM pelo RadiosNet. #OuvirRadio