A Tesla, fabricante de carros elétricos comandada pelo bilionário Elon Musk, anunciou neste sábado (15/7) o início da produção do Cybertruck, com dois anos de atraso em relação ao plano original.

O veículo foi apresentado ao mercado em 2019 e o objetivo era iniciar a produção em 2021, o que não ocorreu.

Curiosamente, o anúncio da Tesla neste sábado foi feito por meio do Twitter – outra empresa de propriedade de Musk. A companhia publicou uma foto da fábrica de Austin, no Texas (Estados Unidos) na qual trabalhadores aparecem usando coletes de segurança e capacetes.

No meio de tantas pessoas, praticamente não se vê o Cybertruck na imagem.

Inicialmente, a Tesla estimava que uma versão do caminhão com motor único de mais de 250 milhas de alcance custaria US$ 39,9 mil. Já uma variante de motor duplo com mais de 300 milhas de alcance sairia por US$ 49,9 mil.

O modelo com três motores com mais de 500 milhas de alcance seria vendido por US$ 69,9 mil.

“Vai ser difícil tornar o custo acessível porque é um carro novo, um novo método de fabricação”, afirmou Musk. “Em relação à taxa de produção de todos os outros carros que fabricamos, este será pequeno. Mas ainda é muito legal.”

De acordo com informações do site da Tesla, o Cybertruck “é construído com um invólucro externo feito para máxima durabilidade e proteção do passageiro”.

“Começando com um exoesqueleto quase impenetrável, cada componente é projetado para força e resistência superiores, desde a pele estrutural de aço inoxidável laminado até o vidro blindado”, diz a empresa.

Segundo a Tesla, a produção em massa do Cybertruck terá início a partir do fim de 2023. A maior parte das entregas do novo caminhão deve ficar para 2024.


source
Por Metrópoles