A chegada do inverno, com mais locais fechados, maior circulação de vírus e registros de casos de síndromes respiratórias, traz o alerta. A vacinação ainda é a melhor arma para o combate à gripe e covid-19, mas hoje há medicamentos testados e aprovados que ajudam na recuperação contra essas doenças.

Para isso, a testagem e a identificação do vírus são fundamentais, como aponta o médico infectologista Marcelo Daher. 

“Os idosos e as pessoas com comorbidades, que tenham sinais e sintomas respiratórios, que se testem para saber se é influenza ou se é covid. Porque existe medicamento para as duas doenças. Para influenza, o Tamiflu, e para covid o Paxlovid. Pessoas mais jovens, se não houver gravidade, basta se afastar das pessoas de maior risco e preferencialmente usar máscara quando estiver próximo de qualquer outra pessoa.”

Lavar as mãos e evitar locais fechados quando houver suspeita ou confirmação de qualquer síndrome gripal também faz parte dos cuidados que devem continuar, mesmo sem a emergência da pandemia. 

O Movimento Nacional pela Vacinação, campanha encabeçada pelo Ministério da Saúde, pretende vacinar ao menos SETENTA milhões de pessoas contra a covid-19. 

O Ministério ressalta a necessidade do reforço anual da vacina contra a Covid-19. Segundo as autoridades de saúde, a imunização é a principal medida de prevenção contra as formas graves da doença, hospitalizações e óbitos. 

Procure uma Unidade Básica de Saúde, leve a caderneta e vacine-se contra a Covid-19.

Para mais informações, acesse: www.gov.br/saude.
 

Pixel Brasil 61

Ouça a Rádio Piranhas FMRádio Piranhas FM pelo RadiosNet. #OuvirRadio