Dois homens foram acusados ​​​​de homicídio e outros crimes por terem disparados tiros durante uma comemoração pela vitória do Kansas City Chiefs no Super Bown na semana passada, disse o promotor do condado de Jackson, Jean Peters Baker, na terça-feira (19).

Lyndell Mays, de Raytown, e Dominic M. Miller, de Kansas City, foram ambos acusados ​​de homicídio culposo – quando não há a intenção de matar, uso ilegal de arma e duas acusações de ação criminosa armada, disse a promotoria. Eles estão detidos sob fiança de US$ 1 milhão.

De acordo com a investigação, Mays teve uma discussão verbal com outra pessoa que se agravou. Ele, então, sacou uma arma. Quase imediatamente, Miller e outros sacaram suas armas de fogo, levando ao tiroteio, disse Baker. Os dois não se conheciam antes daquele dia, acrescentou Baker.

Ambos os réus foram hospitalizados e estão sob custódia desde o tiroteio, disse ela.

Embora ambos tenham sido acusados ​​​​de homicídio, a arma de fogo de Miller foi a que matou Lisa Lopez-Galvan, uma mãe de dois filhos, de 43 anos, DJ local e locutora de rádio.

Esses réus estão separados dos dois adolescentes que enfrentam acusações de porte de arma e resistência à prisão e que estão em detenção segura no Centro de Detenção Juvenil, de acordo com Baker. Prisões adicionais ainda podem acontecer, disse Baker.

As acusações surgem uma semana depois do tiroteio matou Lopez-Galvan e deixou mais de 20 feridos, incluindo mais de dez crianças. O tiroteio provocou o caos e pôs um fim trágico ao que tinha sido um dia eufórico de celebração para os campeões do Super Bowl.

Inicilamente, a polícia disse que deteve três pessoas após o tiroteio, mas mais tarde foi “determinado que uma não estava envolvida”.

A família de Lopez-Galvan divulgou um comunicado agradecendo ao Ministério Público, à polícia e a outras agências policiais envolvidas na investigação.

“Embora isso não traga de volta nossa amada Lisa, é reconfortante saber que o Gabinete do Procurador do Condado de Jackson e o departamento de polícia de Kansas City priorizaram a busca de justiça para Lisa, as outras vítimas do tiroteio, aqueles que testemunharam o desenrolar desta tragédia e a comunidade de Kansas City”, disse a família.

source
Fonte : CNN BRASIL