Denúncia feita pelo Ministério Público Federal (MPF), foi acatada pelo juiz da 4ª Vara Federal na Paraíba. Outras 11 pessoas também foram citadas na decisão

Braiscompany
(Foto: Reprodução/Internet)

Antônio Inácio da Silva Neto e Fabrícia Farias Campos, donos da empresa Braiscompany, se tornaram réus em uma ação que apura esquema de pirâmide financeira.

A denúncia, feita pelo Ministério Público Federal (MPF), foi acatada pelo juiz Vinícius Costa Vidor, da 4ª Vara Federal, nesta terça-feira (8).

Além de Antônio e Fabrícia, também foram denunciados Victor Hugo Lima Duarte, Mizael Moreira Silva, Sabrina Mikaelle Lacerda Lima, Arthur Barbosa da Silva, Flávia Farias Campos, Fernanda Farias Campos, Clélio Fernando Cabral do Ó, Felipe Guilherme da Silva Souza, Gesana Rayane Silva, Fabiano Gomes da Silva e Deyverson Rocha Serafim.

Na decisão, o juiz estipulou o prazo de 10 dias para que as partes citadas apresentem resposta escrita à acusação. As audiências de instrução foram marcadas para novembro de 2023.

Também foi citado na decisão que Antônio e Fabrícia se encontram “foragidos e em local incerto e não sabido, tendo se evadido do cumprimento do mandado de prisão expedido em seu desfavor”.

Já outros três réus estão presos: Victor Hugo Lima Duarte está na Argentina e o procedimento para sua extradição está em curso, enquanto Arthur Barbosa da Silva e Sabrina Mikaelle Lacerda Lima estão presos em Foz do Iguaçu (PR).

Entenda o caso

Desde fevereiro de 2023, a empresa Braiscompany é alvo de ação na Justiça. A crise na empresa se tornou pública depois que clientes denunciaram atrasos no pagamento mensal de valores previstos nos contratos de investimento

Nos últimos quatro anos, cerca de R$ 2 bilhões em criptoativos foram movimentados em contas vinculadas aos suspeitos.

Em uma das fases da Operação Halving, a Polícia Federal determinou o bloqueio de R$ 15,3 milhões nas contas de investigados. A Justiça também determinou sequestro de bens e suspensão parcial das atividades da empresa investigada.

source
Fonte : Portal Correio