Política

Ex-premiê holandês e esposa morrem juntos por eutanásia dupla

Siga nosso Instagram @saobentoemfoco

O ex-primeiro ministro dos Países Baixos (Holanda), Dries van Agt, e sua esposa, Eugenie Krekelberg, escolheram a eutanásia dupla como meio de morrer juntos.

O casal que estava junto há 70 anos, morreu de mãos dadas em um hospital na cidade de Nijmegen, considerada a mais antiga da Holanda.

A notícia foi divulgada pela agência The Rights Forum. Ambos tinham 93 anos e morreram assistidos por médicos em 5 de fevereiro.

Van Agt, que liderou o governo holandês de 1977 a 1982, sofria de sequelas de uma hemorragia cerebral que teve em 2019. Sua esposa, Eugenie, decidiu que não queria viver sem o marido.

A Holanda permite a eutanásia dupla, um procedimento pelo qual um casal pode optar por morrer junto. Desde 2022, o país registrou 116 casos de eutanásia dupla.

A eutanásia é legal na Holanda desde 2002, mas só pode ser realizada se a pessoa estiver sofrendo, sem perspectiva de alívio, e desejar morrer, com a certificação de pelo menos dois médicos.

Além da Holanda, Bélgica, Luxemburgo, Espanha e Portugal também permitem a eutanásia.


source
Fonte

Diario do Poder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *