Mesmo com duas decisões judiciais determinando o afastamento de servidores temporários na Prefeitura de Sousa, Sertão da Paraíba, o prefeito Fábio Tyrone Braga (PSB) vem mantendo cerca de 600 pessoas contratadas por excepcional interesse público. Em tese, o gestor também descumpre uma norma do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) que fixa a contratação de apenas 30% do total de servidores efetivos.

Em consulta ao Sistema Sagres do TCE-PB é possível verificar, com base nos dados do mês de abril deste ano, que a Prefeitura de Sousa possui em sua folha de pessoal 577 contratados e 1.411 efetivos. Pela Resolução Normativa aprovada recentemente pela Corte de Contas, o Município de Sousa deveria contar com no máximo 423 temporários. A gestão comandada por Tyrone ainda conta com 294 cargos comissionados, ou seja, funções ocupadas por apadrinhados políticos.

Leia mais: VÍDEO! André Cabral destaca ações do Sindicato dos Médicos da Paraíba em defesa dos profissionais de Sousa

O Blog do Levi teve acesso aos nomes de todos os servidores contratados por excepcional interesse público e comissionados.

Prefeitura de Sousa outubro.2023 foto 1000x400 1
Prefeitura de Sousa | Foto: BlogdoLevi

Prefeito quer mais três secretarias e 18 cargos comissionados este ano

Faltando sete meses e 10 dias para o final do mandato e menos de cinco meses para as eleições de 6 de outubro deste ano, o prefeito de Sousa enviou à Câmara de Vereadores, três Projetos de Leis Complementares (PLC) que criam três novas secretarias municipais. A proposta do gestor já havia aportada no Poder Legislativo em setembro do ano passado, mas não chegou a ser colocada em pauta.

A nova tentativa de Fábio Tyrone em criar as pastas de Articulação Política, Juventude, Ciência e Tecnologia e Urbanismo ocorre pouco mais de um mês dele ter emplacado a esposa no comando da Secretaria de Assistência Social. A advogada Mariana Queiroga Cartaxo foi nomeada no último dia 02 de abril através da portaria de número 0086/2024 assinada pelo marido.

Uma vez estabelecidas as novas secretarias, o prefeito terá o poder de instituir 18 cargos comissionados, ou seja, de livre escolha e nomeação, ocupados por pessoas sem vínculo com a Prefeitura e de confiança e comprometimento pessoal direto com o gestor.

A pasta com maior número de cargos é a de Urbanismo – 10 no total, seguida de Articulação Política e Juventude, Ciência e Tecnologia – quatro cada uma. Os salários variam de um salário mínimo iniciais (R$ 1.412) mais gratificação de 50% a quase R$ 8 mil.

Leia também:

Primeira-dama assume Secretaria de Saúde de Aparecida. “Estou com o coração aflito e angustiado”

Criança morre e pais ficam feridos em acidente entre carro e moto na BR-230 em Sousa, Sertão da PB

Juiz proíbe que Tyrone e Helder divulguem imagens de eventos de candidatura em prédios da Prefeitura de Sousa 

source
Fonte
Diário do Sertão

Ouça a Rádio Piranhas FMRádio Piranhas FM pelo RadiosNet. #OuvirRadio