Um ataque terrestre de Israel na cidade de Rafah poderia significar o fim das negociações de reféns, informou no domingo (11) o canal de televisão Al-Aqsa, administrado pelo Hamas, citando uma fonte de liderança do grupo.

“Netanyahu está tentando fugir das obrigações do acordo de troca cometendo um genocídio e uma nova catástrofe humanitária em Rafah”, disse o canal citando a fonte do Hamas.

Num comunicado divulgado na sexta-feira (9), o gabinete do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse ter ordenado aos militares que planejassem a “evacuação da população” de Rafah, em antecipação a um ataque terrestre à cidade do sul de Gaza.

Numa entrevista à ABC divulgada no domingo, Netanyahu chamou Rafah de “último bastião” do Hamas e disse que Israel estava “elaborando um plano detalhado” para garantir “passagem segura” para civis, mas ofereceu poucos detalhes.

Mais de um milhão de pessoas vivem em Rafah, que é a última grande área de Gaza onde os militares de Israel ainda não entraram.

source
Fonte : CNN BRASIL