Três indígenas da etnia Tembé foram baleados nesta segunda-feira (7/8), em Tomé-Açú, município do Pará. O caso acontece em meio aos preparativos para a Cúpula da Amazônia que acontece em Belém, capital do Pará, entre os dias 8 e 9 de agosto. Presidentes sul-americanos da região amazônica estarão na cidade para debater questões ambientais e assuntos correlatos.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) reforçou o policiamento na região para conter novos conflitos. Segundo a Comissão Pastoral da Terra (CPT), as vítimas seriam duas mulheres e um homem que foram socorridos.

Os detalhes a respeito da ocorrência ainda não foram esclarecidos.

Protestos

Com as atenções direcionadas para o Pará, indígenas de diversas etnias se reuniram em Belém e protestaram contra a ação dos criminosos.

“Diante da gravidade da situação e destes recorrentes ataques, exigimos que sejam tomadas providências urgentes no sentido de investigar e apurar rigorosamente estes crimes, com a devida responsabilização dos culpados”, cobrou a CPT.

De acordo com a Comissão Pastoral da Terra, uma das vítimas foi baleada no pescoço e no maxilar. Em decorrência das gravidades dos ferimentos deixou Tomé-Açú e foi encaminhada por meio de uma unidade de terapia intensiva (UTI) aérea para Belém.

A Segup informou que estão tomando providências “para esclarecer as circunstâncias do ocorrido. A Segup destaca que o policiamento na área foi reforçado e que as Polícias Civil e Militar estão em diligências para esclarecer os fatos e instaurar inquérito para investigar e identificar os suspeitos”.

Os indígenas afirmam que foram baleados após realizarem um protesto em que cobraram agilidade nas investigações após um jovem do povo Tembé ser baleado na aldeia Bananal, na última sexta-feira (4/8).

source
Por Metrópoles