Na sexta-feira 10, o presidente da França Emmanuel Macron fez uma declaração na qual instava o Estado de Israel a cessar os bombardeios sobre a Faixa de Gaza. De acordo com a entrevista de Macron à agência de notícias BBC, os bombardeios israelenses estão matando “mulheres e crianças”. O primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu respondeu às declarações do presidente francês.

O gabinete do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu respondeu às declarações de Macron sobre o estado de guerra no Oriente Médio, salientando a ação dos terroristas.

“Enquanto Israel faz tudo para não ferir os civis e pede que abandonem as zonas de combate, o Hamas-ISIS faz de tudo para impedi-los de sair para zonas seguras e os utiliza como escudos humanos”, afirmou o gabinete de Netanyahu.

“O Hamas está mantendo cruelmente nossos reféns num crime contra a humanidade”

A declaração do gabinete israelense diz ainda: “O Hamas está mantendo cruelmente os nossos reféns — mulheres, crianças e idosos — num crime contra a humanidade. Esses crimes que o Hamas-ISIS está cometendo hoje em Gaza, serão cometidos amanhã em Paris, Nova York e em todo o mundo. Os líderes mundiais devem condenar o Hamas-ISIS e não Israel”.

frança censura sites
Emmanuel Macron, Presidente da França. Foto: EFE/EPA/Michel Euler/POOL MAXPPP

Macron pede para Israel parar

Na sexta-feira 10, Emmanuel Macron exigiu que Israel cessasse os ataques contra os terroristas na Faixa de Gaza sob o argumento de que os bombardeios israelenses estavam matando civis.

Em entrevista concedida à BBC, o presidente francês afirmou que a “conclusão clara” dos governos que estiveram presentes na conferência de ajuda humanitária em Paris foi “que não há outra solução a não ser uma pausa humanitária”.

Macron disse: “Compartilhamos a dor de Israel. E compartilhamos também seu desejo de nos livrarmos do terrorismo, mas não há justificativa para os bombardeios que matam civis em Gaza”, acrescentou ao mencionar “bebês, mulheres e idosos”.

De acordo com notícias veiculadas pela imprensa internacional, os terroristas do Hamas submetem civis — incluindo bebês — à extrema violência antes de matá-los.

Leia também

source
Fonte : Revista Oeste

Ouça a Rádio Piranhas FMRádio Piranhas FM pelo RadiosNet. #OuvirRadio