A Paraíba caiu uma posição e está em 13º lugar no Ranking de Competitividade dos Estados 2023, divulgado nesta quarta-feira (23/08/2023) pelo Centro de Liderança Pública (CLP). Os dados são elaborados pelo CLP em parceria técnica com a Tendências Consultoria e a startup Seall.

Entre os estados nordestinos, a Paraíba ocupa a segunda posição, atrás apenas do Ceará, que subiu uma posição em relação ao ranking de 2022 e ultrapassou a própria Paraíba, tomando o seu lugar na 12ª colocação.

Desde a primeira edição do ranking, em 2011, São Paulo ocupa a liderança como o estado mais competitivo do país e, neste ano, aumentou sua pontuação, ampliando ainda mais a distância para o segundo colocado, Santa Catarina. O Acre caiu três posições e ocupa agora o último lugar.

A classificação no ranking leva em conta pontos distribuídos entre 99 indicadores relacionados a 10 pilares, sendo eles: infraestrutura, sustentabilidade social, sustentabilidade ambiental, segurança pública, educação, solidez fiscal, eficiência da máquina pública, capital humano, potencial de mercado e inovação.

Dentre os índices analisados, a Paraíba se destaca em segurança pública (3º), infraestrutura (5º) e inovação (9º). Já os principais índices que necessitam de atenção são capital humano (26º), potencial de mercado (23º) e educação (20º).

O objetivo do Ranking de Sustentabilidade dos Estados é oferecer ao setor público uma ferramenta exclusiva, com métricas já difundidas no setor privado, para nortear e avaliar ações no âmbito da sustentabilidade.

Junto com o Ranking de Competitividade dos Estados, foi divulgado também o Ranking de Competitividade dos Municípios, que analisa um total de 410 municípios brasileiros (7,36% do universo de municípios) com população superior a 80 mil habitantes, de acordo com a estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Ranking de Competitividade dos Municípios é composto por 65 indicadores, organizados em 13 pilares fundamentais para a promoção da competitividade e melhoria da gestão pública: sustentabilidade fiscal, funcionamento da máquina pública, acesso à saúde, qualidade da saúde, acesso à educação, qualidade da educação, segurança, saneamento, meio ambiente, inserção econômica, inovação e dinamismo econômico, capital humano e telecomunicações.

Florianópolis (SC) chegou à liderança do Ranking de Competitividade dos Municípios em 2023, seguida por São Paulo (SP), Barueri (SP), Porto Alegre (RS) e São Caetano do Sul (SP).

Neste cenário, a Paraíba apresenta cinco municípios que fazem parte do estudo, sendo que a capital paraibana, João Pessoa, é o município mais bem colocado do estado, no 161º lugar nacional. Campina Grande (196º), Patos (251º), Santa Rita (391º) e Bayeux (398º) completam o ranking.

Em comparação ao ano anterior, Patos foi o município paraibano que mais se destacou, subindo 38 posições. Campina Grande teve a maior queda, 24 posições. João Pessoa (-19) e Santa Rita (-2) também apresentaram queda, enquanto Bayeux subiu 13 posições no ranking.

O Ranking de Competitividade dos Municípios tem como objetivo alcançar um entendimento mais profundo e abrangente dos maiores municípios do país, trazendo para o público uma ferramenta simples e objetiva que paute a atuação dos líderes públicos brasileiros na melhoria da competitividade e da gestão pública local.

Ricardo Medeiros – Internacionalista


source
Fonte : Polemica Patos