A Executiva Nacional do Solidariedade elegeu nesta segunda-feira (17), por unanimidade, Paulo Pereira da Silva, conhecido como Paulinho da Força, para assumir a presidência do partido após a prisão preventiva de seu antecessor, Eurípedes Júnior.

No sábado (15), Eurípedes Júnior se entregou à Polícia Federal depois de ficar três dias foragido. O político é suspeito de liderar uma organização criminosa que teria desviado R$ 36 milhões do fundo eleitoral para fins pessoais.

Antes de se entregar à polícia, Eurípedes Júnior pediu licença por tempo indeterminado da presidência do Solidariedade. No domingo (16), ele teve sua prisão mantida após passar por audiência de custódia.

“A escolha de Paulinho da Força reflete a confiança do partido em sua capacidade de liderar a legenda de acordo com os pilares ideológicos do Solidariedade”, afirmou o partido em nota.

Paulinho da Força se licenciou do mandato na Câmara em março para tratar de interesses particulares. Segundo a assessoria de imprensa do Solidariedade, ele fez uma cirurgia no quadril no mesmo dia. A permissão é para 61 dias longe das atividades. Nesta legislatura, o parlamentar já havia pedido outra licença de 60 dias para tratamento de saúde.

Paulinho já foi presidente do partido entre 2013 e 2022.

Em nota, a defesa de Eurípedes Júnior afirmou que ele vai demonstrar perante a Justiça “não só a insubsistência dos motivos para prisão preventiva, mas ainda total inocência em relação aos fatos apurados”.

O partido diz que os fatos investigados são anteriores à incorporação do Pros pelo Solidariedade. Segundo a legenda, essa é razão pela qual desconhece quaisquer informações a respeito do que motivou a investigação da PF.

source
Fonte : CNN BRASIL

Ouça a Rádio Piranhas FMRádio Piranhas FM pelo RadiosNet. #OuvirRadio