O banco BTG Pactual divulgou nesta segunda-feira, 5,a previsão para o Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre de 2023, indicando uma queda de 0,3% no indicador.

A informação foi divulgada pelo BTG Pactual em um relatório macroeconômico que mostra como maior contribuição para a queda prevista da atividade económica no trimestre vem do setor agrícola.

+ Leia mais de Economia em Oeste

As previsões do setor agrícola indicam uma queda de 6,1% no terceiro trimestre na comparação com o trimestre anterior.

Confira a previsão do PIB do BTG Pactual

A tabela contém as previsões de crescimento trimestral e anual dos setores de Agricultura, Indústria e Serviços, além da ótica da demanda (abaixo da linha), com o consumo das famílias, governo, investimentos e exportações líquidas

O setor agrícola apresentou um forte crescimento no primeiro trimestre, mas registrou um desempenho abaixo do esperado no segundo trimestre do ano, piorando ainda mais no terceiro.

Saiba mais: Mercado projeta mais uma vez queda do PIB em 2023

O crescimento na indústria de mineração (6,5%) e no setor de serviços públicos (4,7%) deve impulsionar o setor industrial como um todo, apesar da queda de 1,1% na indústria manufatureira. Logo, o setor industrial tem uma previsão de crescimento de 1,4% no terceiro trimestre – o aumento trimestral é de 0,6%.

Por outro lado, o setor de serviços continua crescendo. As vendas no varejo mostraram um aumento de 0,8% ano a ano.

Entretanto, as vendas do varejo ampliado mostraram uma estabilidade no terceiro trimestre, com o segmento de veículos e peças que cresceu 1,8% na comparação anual, beneficiado principalmente pela redução transitória de impostos.

Contudo, as condições financeiras mais restritas continuam afetando a taxa de investimentos, que conta com uma queda de 3,5% ano a ano e um aumento de 0,7% trimestre a trimestre.

No setor externo, espera-se que as exportações cresçam 2,3% trimestre a trimestre (+8,5% ano a ano) e as importações aumentem 1,3% trimestre a trimestre (+4,0% ano a ano).

Saiba mais: ‘Prévia do PIB’ mostra desaceleração do crescimento

O consumo do governo deve ter aumento de 1,0% ano a ano, enquanto as reservas terão uma queda de 1,7% no anual.

BTG prevê desaceleração na atividade econômica

Segundo o BTG, o PIB cresceu 0,9% no segundo trimestre, com uma queda muito menor do que o esperado no setor agrícola (-0,9%) e crescimento nos setores de serviços (+0,6%) e indústria (+0,9%).

A queda projetada para o terceiro trimestre de 0,3%, no entanto, é explicada principalmente pelo fim da safra agrícola recorde, que deverá contribuir negativamente para o PIB no período.

source
Fonte : Revista Oeste

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.