Por: CCR – Projetos apoiados pela iniciativa privada têm poder transformador nas favelas

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Segundo a pesquisa Data Favela 2023, são estimados 5,8 milhões de domicílios em favelas com quase 18 milhões de moradores. Se as favelas brasileiras formassem um estado, seria o terceiro maior do Brasil em população. Dentro deste universo, a grande maioria é trabalhadora, mulheres que lideram a economia, que cuidam dos próprios filhos e dos outros.

Para ajudar a transformar a vida de milhares de pessoas, a iniciativa privada tem desenvolvido um papel fundamental nas comunidades, apoiando projetos voltados à educação, empreendedorismo, combate à fome e infraestrutura: habitacional, saneamento básico, luz elétrica, pavimentação pública e espaços comunitários.

O Grupo CCR, ciente de sua responsabilidade em contribuir com o desenvolvimento das cidades e, principalmente, das pessoas, enxerga a mobilidade humana como a expressão da escala social. E para promover essa transformação, por meio do Instituto CCR, apoia três projetos diretamente conectados com as favelas:

Instituto Baccarelli

Prestes a completar 27 anos, o Instituto Baccarelli – iniciativa solidária do Maestro Silvio Baccarelli – é uma das principais organizações sem fins lucrativos e não governamentais do Brasil nas áreas social, educacional e cultural.

Localizado dentro da favela de Heliópolis, em São Paulo, atualmente ocupa uma área de 5 mil m², com dois prédios totalmente projetados para a formação de músicos, com salas acústicas, salas de dança, escritório e um refeitório que oferece café da manhã, almoço, lanche da tarde e 800 marmitas para atender as famílias dos alunos que se encontram em situação de vulnerabilidade extrema.

“A CCR, além do patrocínio, nos apoia bastante nas campanhas de voluntariado. Quando você vê empresas como esta estimulando os seus funcionários a doarem o seu tempo para uma causa social, é o amadurecimento da relação com a sociedade. Você, como pessoa física, pode transformar vidas, realidades e fazer a diferença nesse mundo”, declara Edilson Ventureli, diretor executivo do Instituto Baccarelli.

O Instituto Baccarelli utiliza a educação musical como principal ferramenta para promover a inclusão social e tem capacidade para atender 1,2 mil crianças (a partir de 2 anos de idade) e jovens.

1

“Nós sempre tivemos a preocupação de atender essas crianças o maior espaço de tempo possível, com qualidade. Quando você passa a acompanhar a fase de formação do ser, que é a primeira infância, segunda infância e adolescência, você vai transferindo valores e a influência na formação do caráter dessa pessoa é muito maior, fazendo com que eles sejam pessoas melhores”, relata Ventureli.

Da favela para o mundo

Há muitas razões para se orgulhar do trabalho desenvolvido pelo Instituto Baccarelli. E um dos grandes marcos foi a criação da Orquestra Sinfônica Heliópolis, a primeira no mundo formada com moradores de uma favela.

Dirigida por um dos maiores maestros do Brasil, Isaac Karabtchevsky, a Sinfônica Heliópolis tem uma programação intensa com diversos concertos pelo Brasil. E já encantou plateias, sendo aplaudidos em pé, nos principais palcos europeus.

“A Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo tem 9 músicos formados por nós. A Orquestra Sinfônica de Minas Gerais tem mais de 8 músicos formados por nós, um trompa da Orquestra Nacional do Chile também foi formado conosco. Temos uma menina preta periférica como primeiro trombone de uma orquestra da Dinamarca. Além de formar músicos, aqui no Instituto, as pessoas passam a acreditar em seu potencial e, ao longo dos anos, vimos nossos alunos formados em diversas outras profissões, essa é a nossa grande vitória”, cita Venturelli.

Parque da Cidadania de Heliópolis

Em mais de 50 anos de existência, a maior favela da cidade de São Paulo ganhará seu primeiro parque. Agora, seus mais de 220 mil habitantes poderão usufruir dos espaços destinados ao esporte, lazer e cultura.

No espaço de 78 mil m², a CCR realizou obras de terraplanagem, drenagem, muros de arrimo, entre outras, para receber todos os aparelhos esportivo-culturais que serão edificados para atender a população, além das edificações para atividades voltadas à cultura e qualificação profissional, sendo: um auditório, salas destinadas às atividades do Programa Fábrica de Cultura, do Programa Escola de Qualificação Profissional e um espaço destinado para a administração do Parque e Centro Comunitário.

Favela 3D: Digital, Digna e Desenvolvida

Em parceria com a ONG Gerando Falcões, a CCR apoia a reconstrução da antiga Favela Vila Itália, hoje chamada de Favela Marte, localizada em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo.

O Grupo CCR contribui com os serviços técnicos, como levantamento e estudos preliminares, projetos de urbanismo, infraestrutura urbana, saneamento ambiental, paisagismo e arquitetura.

Os barracos de tábuas e lonas darão lugar às moradias com saneamento básico, luz elétrica, wi-fi e entrega de água potável. As ruas de terra darão lugar à pavimentação pública, iluminação e espaços urbanos com mobiliário comunitário de esporte e lazer.

A Favela Marte é o projeto-piloto do Favela 3D, uma grandiosa transformação sistêmica de mobilidade humana, que trará oportunidades e mudará para sempre as vidas de aproximadamente 700 pessoas, de 239 famílias.

Conheça todos os projetos sociais apoiados pelo Instituto CCR, que estão ajudando a transformar a vida de tantas pessoas pelo Brasil.

source
Fonte : CNN BRASIL

Leia Também

Deixe seu Comentário