Brasil

Relação com as comunidades é estratégia essencial para a mineração

Construir uma relação saudável, sólida e duradoura é um processo lento e que exige troca contínua e, principalmente, confiança mútua. Em uma sociedade edificada por diversos fatores, a conexão embasada nas pessoas em primeiro lugar, no respeito, no cuidado e na ética é fundamental no caminho rumo à harmonia.

Atento às mudanças e transformações sociais, o contexto corporativo global tem o compromisso de atuar pautado pelo respeito à vida das pessoas e cada vez mais consciente e coerente com a agenda sustentável, a fim de garantir uma atuação de impacto socioambiental positivo.

No setor minerário essa premissa faz parte de sua realidade e está enraizada em seu DNA, já que, diferente de outras atividades, a mineração acontece onde o minério está. Não há possibilidade de transferir uma mina de ouro ou cobre para os grandes centros empresariais ou mesmo desenvolver uma cava no coração das grandes capitais. Essa particularidade agrega à atividade um aspecto essencial e marcante: a relação com as comunidades ao redor das operações.

Buscando realizar uma mineração sustentável, nos baseamos nos seguintes pilares, que merecem destaque: colaboradores, companhia, meio ambiente e comunidades. Estes pilares estão associados a comportamentos fundamentais da cultura Aura 360 que fomentam uma comunicação ética e transparente junto às comunidades onde estamos inseridos, estabelecendo uma relação de confiança. Um contexto que convida à uma comunicação fluida, para promover integração, com visão de futuro e deixar à sociedade um legado positivo.

Nestes anos à frente dos projetos da Aura Minerals, aprendi que uma mineradora precisa ser parceira da comunidade, ouvindo-as e dando voz, e isso passa por estrutura adequada e robusta, somada a atuação de profissionais com expertise no ramo para criar oportunidades e garantir o desenvolvimento da população local, investindo em iniciativas com sistemas de ensino, em treinamentos e capacitação da mão de obra local, e no comércio da região.

Nesta jornada aqui, tenho vivenciado essa realidade de forma muito presente e construtiva. Em Almas, no interior do Tocantins, os seus cerca de 6 mil habitantes tiveram a vida transformada pela chegada da mineração. Não raro, encontramos histórias que associam a chegada da mineradora às inúmeras melhorias na qualidade de vida da população. Quando desembarcamos no Rio Grande do Norte, em Currais Novos, encontramos uma população que há anos sonhava com a chegada da mineração, e com uma comunicação clara e assertiva, fomos acolhidos pelas comunidades, além de representantes do poder público, que somaram forças com a gente para tornar realidade o nosso projeto: Aura Borborema.

Esses são alguns exemplos da eficiência da gestão forte somada à cultura organizacional sólida, como Aura 360, que propõe um olhar amplo e cuidadoso sobre os impactos e benefícios de tudo o que fazemos, faz a diferença na nossa relação com as pessoas. (Por Pitágoras Costa, gerente de projetos da Aura Minerals)

source
Por Brasil 61

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *