Secretário de Cultura em Campina Grande taxa jornalista de “merda” após noticiar contrato de empresa da Esposa com a Prefeitura

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Vem repercutido declaração do Secretário de Cultura da Prefeitura de Campina, Ronaldo Cunha Lima Filho em desfavor do jornalista, Marcos Marinho que teria repercutido em seu Portal (A Palavra On-Line), matéria do “Estadão”, que publicou notícia relacionada a contratos da empresa da esposa do Secretário com a Prefeitura, que causou, no mínimo, estranheza. 

A informação publicada, não teria agradado o primo do Prefeito Bruno Cunha Lima que ocupa a importante pasta da cultura do município.

Ronaldo Filho usou sua conta no Instagram, e escreveu a seguinte mensagem: “Por uma fatalidade dessa que a vida compôs, merda se escreve com M e Marcos Marinho com dois”. Após a repercussão, Ronaldinho apagou a publicação.

Em solidariedade ao colega de Imprensa Campinense aos ataques sofrido pelo exercício de sua profissão, AMIDI – Associação de Mídia Digital, expediu a seguinte Nota:

Associação de Mídia Digital (Amidi)

NOTA DE REPÚDIO

A Associação de Mídia Digital (Amidi) manifesta repúdio ao ataque pessoal, grosseiro e desrespeitoso protagonizado pelo secretário de Cultura de Campina Grande, Ronaldo Cunha Lima Filho, via redes sociais, contra o jornalista Marcos Marinho, do site “A Palavra On-line”.

A atitude consiste em postura de tentativa de cerceamento da cobertura jornalística e a liberdade de imprensa, inaceitável no Estado Democrático de Direito.

Ao tempo que se solidariza com o profissional da mídia digital pelos eventuais constrangimentos causados pela lamentável manifestação de uma autoridade, e, portanto, com responsabilidade pública de zelar pelo decoro da função e o respeito coletivo.

Fonte: Repórter PB


source
Fonte : Repórter PB

Leia Também

Deixe seu Comentário