Sem Pedro, Flamengo vence Olimpia com “fusão” de Bruno Henrique e Gabigol na Libertadores

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

O Flamengo venceu o Olimpia-PAR por 1 a 0 no Maracanã pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América. O gol foi marcado por Bruno Henrique no segundo tempo, após um belo cruzamento de Gabigol.

A comemoração da dupla foi uma alusão à famosa “fusão” entre personagens do desenho animado Dragon Ball Z. Este foi o 15º gol de Bruno Henrique pelo Flamengo com assistência do camisa 10.

Pedro, que sofreu agressão do preparador físico do Rubro-Negro, não jogou. O atacante está punido pelo clube após se recusar a aquecer em jogo contra o Atlético-MG.

O atual campeão da América tem a vantagem do empate para avançar às quartas de final da Libertadores. Antes, o Flamengo volta a campo pelo Brasileirão. Visita o Cuiabá, no domingo (6), na Arena Pantanal.

Muitas faltas, pouco futebol

Os números nem sempre representam o que acontece em campo, mas as 12 faltas, cinco cartões amarelos e três finalizações mostram bem que foi um primeiro tempo de pouco futebol no Maracanã.

O Flamengo, de quem se esperava o protagonismo, teve a bola, mas não construiu chances. As duas vezes que levou perigo ao Olimpia foram em finalizações de fora da área.

A primeira foi de Ayrton Lucas, aos 22 minutos. A segunda, de Gerson, aconteceu já aos 43. O goleiro Espínola espalmou para escanteio nas duas vezes e, no intervalo entre elas, só foi exigido nas bolas aéreas.

O Olimpia, que abusou do jogo físico, só foi ameaçar a meta de Matheus Cunha nos acréscimos. Em escanteio pela esquerda de ataque, Walter González desviou e a bola explodiu no travessão do Fla.

Gabi e BH: a dupla funciona

Na volta do intervalo, a eficiência que havia sobrado ao Olimpia na parte defensiva, veio para o ataque do Flamengo. Aos dois minutos, Gabigol recebeu pela esquerda, limpou a marcação e levantou na área. E lá estava Bruno Henrique para abrir o placar em jogada marcante da dupla.

Controle sem pressão

A posse de bola e o controle de jogo foi total do Flamengo, que seguiu enfrentando um adversário retraído. Diante do cenário desfavorável ao Olimpia, Arce foi o primeiro a mexer no time, acionando Montenegro e Hugo Quintana, com Sampaoli reagindo em seguida, com Victor Hugo e Thiago Maia.

A partida seguiu sem maiores emoções até os 30 minutos. Foi quando Arrascaeta, em noite discreta, deixou Bruno Henrique em condições de ampliar, mas a finalização foi para fora.

Na sequência, o Olimpia deu “sinal de vida”, com duas chegadas perigosas, com Quintana e Iván Torres, mas nenhum dos dois superou Matheus Cunha. E, desta forma, o Flamengo venceu o jogo sem sustos, mas sem pressionar o adversário, diante dos 67 mil rubro-negros presentes no Maracanã.

Flamengo 1 x 0 Olimpia

Flamengo: Matheus Cunha; Wesley, Fabrício Bruno, David Luiz e Ayrton Lucas; Allan (Thiago Maia), Gerson, Everton Ribeiro (Victor Hugo) e Arrascaeta (Everton Cebolinha); Bruno Henrique e Gabigol – Técnico: Jorge Sampaoli.

Olimpia: Espínola; Alejandro Silva (Salazar), Romaña, Gamarra e Zabala; Ortiz, Marcos Gómez (Ramón Martínez), Fernando Cardozo (Diego Torres) e Iván Torres; Hugo Fernández (Hugo Fernández) e Walter González (Montenegro) – Francisco Arce.

Gol: Bruno Henrique (2’/2ºT), do Flamengo

Cartão amarelo: Bruno Henrique, do Flamengo. Iván Torres, Hugo Fernández, Ortiz e Salazar, do Olimpia.

Cartão vermelho: Não houve.

Renda e público: 60.898 pagantes / 67.066 presentes / R$ 3.616.415,75

Motivo: Ida das oitavas de final da Copa Libertadores

Data e hora: 3 de agosto de 2023, às 21h (de Brasília)

Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Dario Herrera (ARG)

Assistentes: Juan Belatti (ARG) e Sebastian Rodriguez (ARG)

Árbitro de vídeo: Mauro Vigliano (ARG)

Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

source
Fonte : CNN BRASIL

Leia Também

Deixe seu Comentário