Desde o início da manhã deste domingo, 25, manifestantes estão se concentrando na Avenida Paulista, no centro da cidade de São Paulo. Os populares estão à espera de Bolsonaro e de outros políticos aliados para os atos em prol da democracia.

Nas redes sociais, inúmeras imagens têm mostrado a concentração da multidão na Paulista. Imagens aéreas revelam a mais importante via da cidade lotada de pessoas vestidas com roupas nas cores verde e amarelo, e também com bandeiras do Brasil e até de Israel.

O ex-presidente Jair Bolsonaro deve prestigiar os atos no cartão postal da cidade de São Paulo a partir das 15h.

Vídeos mostram a Avenida Paulista lotada

Uma grande estrutura foi organizada a fim de atender à manifestação. No total, haverá dois trios elétricos — que, juntos, têm capacidade para reunir até 170 pessoas — que servirão como palco para os discursos que os diversos apoiadores do ex-presidente Bolsonaro devem proferir.

Conforme os organizadores do ato, a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro deve abrir o evento com uma oração por volta das 15h deste domingo, 25, na Avenida Paulista.

Depois da oração inicial, estão programadas diversas falas dos deputados federais Gustavo Gayer (PL-GO) e Nikolas Ferreira (PL-MG), bem como dos senadores Rogério Marinho (PL-RN) e Magno Malta (PL-ES). Está previsto também que o pastor Silas Malafaia, ao lado de Bolsonaro, encerre o ato pacífico na Paulista, por volta das 17h.

De acordo com a Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP), aproximadamente 2 mil servidores da segurança pública foram destacados a fim de garantir a ordem durante o evento. Segundo o portal Metrópoles, o esquema de segurança também vai contar com equipes à paisana, em meio à multidão.

+Leia mais notícias do Brasil em Oeste.

Ex-secretário de Comunicação Social da Presidência da República e atual advogado de Bolsonaro, Fabio Wajngarten disse, na sexta-feira 23, que espera mais de 700 mil pessoas na manifestação na tarde deste domingo, 25, na Avenida Paulista.

Leia também

source
Fonte : Revista Oeste