Acompanhe a Rádio Piranhas FM no RadiosNet

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro condenou o estudante de medicina Yuri de Moura Alexandre por lesão corporal e injúria homofóbica contra o ator Victor Meyniel. A decisão foi tomada pelo juiz Flávio Itabaiana, da 27ª Vara Criminal, nesta quarta-feira (17), e divulgada pelo g1.

Segundo o portal, o agressor deverá cumprir dois anos e oito meses em regime semiaberto, ou seja: ele poderá deixar a cadeia durante o dia, mas deverá voltar para passar a noite preso. O magistrado ainda declarou que a sentença não pode ser revertida em outras medidas por se tratar de um caso com “grande violência”. A defesa de Yuri, entretanto, ainda pode recorrer.

Relembre o caso

Victor Meyniel foi agredido em setembro do ano passado na portaria de um prédio. O ator conheceu o estudante na boate Fosfobox, também na Zona Sul do Rio de Janeiro. Ao sair da casa noturna, eles foram para o apartamento do agressor. Ao g1, Meyniel disse que o comportamento do rapaz mudou depois que uma amiga de Yuri chegou à residência.

O ato violento foi flagrado pelas câmeras de segurança do prédio e divulgadas pela defesa da vítima. O agressor aparece dando socos no artista, que está caído no chão. Meyniel tenta se defender dos golpes, tapando o rosto. “Eu lembro só do acesso de raiva dele, ele me pegar, me colocar no chão e me dar socos e mais socos. Eu pedi pra ele parar e ele não parava. E o porteiro estava vendo tudo”, contou.

Continua depois da Publicidade
HEAD HG 2 3
Ator Victor Meyniel é espancado no RJ, e câmeras de segurança registram o momento (Reprodução/Instagram)

O porteiro do edifício também foi indiciado por omissão de socorro, uma vez que, como mostrado no vídeo, permaneceu sentado, apenas assistindo a Victor ser espancado. Após as agressões, o ator fica caído no chão e Yuri vai embora. O influenciador só conseguiu chamar a polícia depois, quando um morador foi ajudá-lo.

Continua depois da Publicidade

Mais tarde, em entrevista ao “Fantástico“, o ator informou que o estopim da agressão foi quando ele perguntou para o estudante de medicina se era assumido quanto à sua sexualidade. “Eu falo, indignado, completamente frustrado e com raiva, pergunto por que ele tinha feito aquilo, se ele não era assumido”, apontou. “Enquanto ele me batia, falava: ‘Viadinho é você! Eu não sou!’”, relembrou.

Yuri de Moura foi preso em flagrante e levado para a Delegacia de Copacabana. Os investigadores apontaram que, além do caso com Meyniel, Yuri tem outra passagem pela polícia, também pelo crime de injúria. Clique aqui para assistir à entrevista completa.



Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques


source
Fonte : Hugo Gloss

Ouça a Rádio Piranhas FMRádio Piranhas FM pelo RadiosNet. #OuvirRadio