Zé Vaqueiro atualiza estado de saúde do filho recém-nascido

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

O cantor sertanejo Zé Vaqueiro usou suas redes sociais para dar informações atualizadas sobre o estado de saúde de seu filho mais novo, Arthur. O comunicado é desta segunda-feira, 7.

A criança nasceu em 24 de julho. Ela tem malformação congênita, causada pela síndrome da trissomia do cromossomo 13. A trissomia 13 é uma doença cromossômica causada pela existência de um cromossomo 13 a mais, podendo provocar tipos de deficiência.

publicidade

“Desde o dia em que ele nasceu, a gente está indo lá visitá-lo, dando amor”, afirmou o artista. “O quadro dele de saúde está estável. Mesmo que a síndrome seja bem delicada, é uma síndrome rara. O quadro dele está estável na UTI.”

O músico agradeceu aos fãs pelo carinho e pelo apoio neste momento. Por fim, explicou que está afastado da vida pública, já que seu foco é dar suporte aos familiares durante o tratamento de Arthur.

Leia mais: “‘Festão milionário’ viraliza nas redes sociais”

“Estou um pouco sumido, mas creio que este momento pedia que eu estivesse perto da minha família, comprometido e me dedicando para dar força e apoio”, disse Zé Vaqueiro. “Como pai, como marido, também tenho essa responsabilidade.”

+ Leia as principais notícias sobre o Brasil no site da Revista Oeste

Além do filho Arthur, Zé Vaqueiro e sua mulher, Ingra Soares, são pais de Daniel, de 3 anos; e Nicole, de 13, nascida de um antigo relacionamento de Ingra, mas que o atual companheiro considera como sua filha.

Qual é a doença de Arthur, filho de Zé Vaqueiro

Segundo a Organização Panamericana da Saúde (Opas), a malformação congênita é considerada toda anomalia funcional ou estrutural no desenvolvimento do feto, que pode decorrer de fatores originados antes do nascimento. A síndrome da trissomia do cromossomo 13 é exemplo disso.

Também conhecida como “síndrome de Patau”, essa condição se dá quando um indivíduo possui três cromossomos no par de número 13. Isso pode causar alguns sintomas no bebê, como atraso mental, malformação de partes do corpo, microcefalia, tamanho reduzido do queixo e/ou problemas no coração e nos rins.

Leia também: “Atualizada situação do homem que pode ficar paraplégico por acidente em academia”


source
Fonte : Revista Oeste

Leia Também

Deixe seu Comentário