A pesquisadora do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) Luciana Gatti afirmou, em entrevista à CNN nesta segunda-feira (7), que a Amazônia “é a nossa proteção contra as mudanças climáticas“.

De acordo com a especialista, a situação da maior floresta tropical do mundo é “muito complicada”. No leste da Amazônia, além da redução em torno de 30% no volume de chuva, as temperaturas aumentaram 2,5 °C.

A Amazônia é a nossa proteção contra as mudanças climáticas. Desmatando a Amazônia, ela se torna um acelerador das mudanças climáticas”, disse Luciana.

A especialista acrescentou ainda que alguns pontos afetados pelo desmatamento precisarão de intervenção humana para se regenerarem.

“Isso significa que chegamos ao ponto de não retorno? Não conseguimos responder isso, mas não podemos deixar de tentar salvar a floresta”, completou Luciana.

Nos dias 8 e 9 deste mês, representantes de 15 países vão se reunir na Cúpula da Amazônia em Belém, no Pará, para debater desmatamento ilegal, combate ao crime organizado e financiamento externo para o desenvolvimento sustentável na floresta.

Uma minuta da Declaração de Belém – como será chamado o comunicado final da cúpula – já teria sido submetida a diversos ministérios para que possam apontar sensibilidades e sugerir aperfeiçoamentos.

Entre os anúncios previstos estão:

  • a criação de um centro de cooperação policial em Manaus;
  • e a formatação de um sistema integrado de tráfego aéreo.

Clique aqui e saiba mais sobre o que é a Cúpula da Amazônia, o que será discutido e quem participará.

Veja a íntegra da entrevista no vídeo acima.

Veja também: Brasil tem mais de 1.200 espécies ameaçadas de extinção

data-youtube-width=”500px” data-youtube-height=”281px” data-youtube-ui=”nacional” data-youtube-play=”” data-youtube-mute=”0″ data-youtube-id=”rgLFiWO0JMQ”

(Produzido por Letícia Brito, da CNN, em São Paulo)

source
Fonte : CNN BRASIL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *