bota - Campeonato Carioca: Botafogo ganha do Fluminense e fica à espera do Vasco

Foto: Ascom/Botafogo

Em jogo com final movimentado, o Botafogo venceu o Fluminense por 4 a 2, no Maracanã, e, agora, seca o Vasco para poder ir às semifinais do Carioca. O triunfo foi construído com dois gols de Marlon Freitas, o primeiro e o terceiro, Raí e Emerson Urso. Lelê e John Kennedy marcaram para o time tricolor — André foi expulso aos 40 minutos do segundo tempo

Briga na tabela. Com o resultado, o clube alvinegro chega a 20 pontos e vai para a quarta posição. O time cruzmaltino, com 19, entra em campo ainda neste domingo (3), contra a Portuguesa-RJ, em São Januário. O time das Laranjeiras, com 21, pode ainda cair para a quarta posição e enfrentar o Flamengo na próxima fase.

Próximo duelo. Os primeiros jogos das semifinais vão ser disputados nos dias 9 e 10 de março, e o segundo nos dias 16 e 17. Ainda não há definição das datas de cada duelo —Flamengo, Fluminense e Nova Iguaçu estão classificados. Vasco e Botafogo disputam a última vaga.

COMO FOI O JOGO
O Botafogo começou o jogo ligado e rapidamente abriu o placar. Logo aos dois minutos, Marlon Freitas balançou a rede. O Fluminense encontrava bastante dificuldade na saída de bola, e em uma falha neste quesito, o time alvinegro chegou ao segundo com Raí.

Aos poucos, o clube tricolor foi equilibrando as ações e via nos espaços achados por Lelê em meio à defesa do rival a esperança de mudar o panorama. Foi justamente assim que os comandados de Diniz conseguiram balançar a rede.

Agitado. O duelo se mostrou mais aberto após o gol do Fluminense, e os dois times acharam espaços. As equipes criaram chances —Lelê e Janderson tiveram as mais claras—, mas desperdiçaram.

Mudanças. Ainda na primeira metade do segundo tempo, Fernando Diniz colocou em campo nomes que são titulares, como Marcelo, André e Martinelli —John Arias já estava em campo.

O jogo, que estava movimentado, passou a ter muitas faltas e discussões entre integrantes dos dois times e com os árbitros. Assim, em certo momento, a bola pouco rolou.

O Fluminense chegou ao empate aos 37 minutos do segundo tempo, em cobrança de pênalti de John Kennedy. Mas, três minutos depois, André fez pênalti em Marlon Freitas e foi expulso. O próprio volante bateu e fez.

Nos acréscimos, houve um empurra-empurra entre jogadores. Felipe Alves, goleiro do Fluminense, puxou Yarlen, que estava caído, para fora do gramado. Hugo, então, puxou o companheiro para dentro de campo novamente. A partir daí, uma confusão teve início. Ainda houve tempo para o Botafogo fazer o quarto, com Emerson Urso.

FLUMINENSE
Felipe Alves; Guga (Martinelli), Antônio Carlos (André), Marlon (Marquinhos) e Alexsander (Marcelo); Lima, Renato Augusto e Terans; Douglas Costa (John Arias), Lelê e JK. Técnico: Fernando Diniz

BOTAFOGO
Gatito Fernandez; Mateo Ponte (Damián Suárez), Bastos, Halter (Jefferson Maciel) e Marçal; Gregore, Marlon Freitas e Kauê (Yarlen); Diego Hernandez (Hugo), Raí (Emerson Urso) e Janderson. Técnico: Fabio Matias (interino)

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Felipe da Silva Gonçalves Paludo
Assistentes: Thiago Rosa de Oliveira Esposito e Thiago Filemon Soares Pinto
VAR: Rodrigo Carvalhães de Miranda
Cartões amarelos: John Kennedy, Lelê e Felipe Alves (FLU); Gregore, Lucas Halter, Marçal, Mateo Ponte, Emerson Urso, Damián Suárez e Gatito (BOT)
Cartões vermelhos: André (FLU), aos 39’/2ºT
Gols: Marlon Freitas (BOT), os 2′, Raí (BOT), aos 13′, Lelê (FLU), aos 26’/1ºT; John Kennedy (FLU) aos 37′, Marlon Freitas (BOT), aos 41’/, e Emerson Urso (BOT), aos 53’/2ºT.

Compartilhe:

source
Fonte : Polemica Paraíba