O Dia Internacional da Cerveja é comemorado nesta sexta-feira (4), data celebrada desde 2007.

A bebida chegou ao Brasil no século 17, mas só foi se popularizar em 1888, quando as duas maiores cervejarias do mundo abriram, quase simultaneamente, no país.

No Rio de Janeiro foi criada a Cia Cervejaria Brahma, em São Paulo nascia a Antárctica – anos depois as duas se fundiriam para criar a Ambev, maior produtora do país. Atualmente, o Brasil é o terceiro maior produtor de cerveja do mundo, atrás apenas da China e Estados Unidos.

Em 2022, o setor cervejeiro cresceu quase 12%. Em todo o país, já são mais de 1.700 estabelecimentos, segundo o Ministério da Agricultura e Pecuária.

O estado de São Paulo tem o maior número de cervejarias registradas (387), seguido pelo Rio Grande do Sul (310) e Minas Gerais (222).

Em entrevista ao CNN Viagem & Gastronomia, o sommelier e professor do Instituto da Cerveja Edu Passarelli, desmitificou alguns itens e tirou dúvidas sobre essa bebida tão refrescante e querida por todos os brasileiros.

  • Colarinho no chopp é importante 

Verdade. Ele evita a oxidação, pois tem uma barreira maior para impedir que o líquido entre em contato com o oxigênio. Além disso, ajuda a manter o gás da bebida e a temperatura. Dois dedos de colarinho são suficientes.

  • Cerveja em lata é pior do que cerveja em garrafa

Mito. As embalagens com verniz são muito eficientes e não passam nenhum sabor para cerveja. A lata, em vários casos, é até melhor que a garrafa. Ela bloqueia totalmente a luz – uma grande inimiga da cerveja – e impede a troca de gases com o ambiente.

  • Existem copos adequados para diferentes tipos de cerveja

Verdade. Para cervejas com menos intensidade de sabor, são usados copos estreitos e mais finos. Para cervejas mais potentes, comsabores e aromas para serem explorados, os copos com bocas mais largas são os indicados.

  • Cerveja faz mal para a saúde

Mito. Pelo contrário. Um consumo moderado pode trazer uma série de benefícios à saúde. Ela é muito rica em polifenóis, que exercem uma atividade antioxidante para o nosso organismo.

  • Cerveja deitada gela mais rápido

Mito. Na verdade, deixá-la deitada aumenta a superfície de contato do líquido com o ar dentro da garrafa. Não é recomendado. Então: sempre de pé.

Publicado por Marina Toledo, com informações de Viagem & Gastronomia e Agência Brasil

source
Fonte : CNN BRASIL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *