Após 18 cobranças de pênaltis, Inter elimina River Plate em noite épica de Libertadores

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

O Internacional está na quarta de final da Copa Libertadores. Com 50.479 torcedores no Beira-Rio, novo recorde de público do estádio pós-reforma, o Colorado eliminou o River Plate nos pênaltis. O goleiro Rochet foi o responsável pela última e decisiva cobrança.

Em Porto Alegre, o Inter venceu o jogo por 2 a 1 e levou a decisão para os pênaltis. Nas cobranças alternadas, a equipe do técnico Eduardo Coudet venceu por 9 a 8 e avançou na competição continental.

Na próxima fase, o Internacional enfrentará o Bolívar, da Bolívia. A equipe boliviana eliminou o Athletico-PR nos pênaltis e se classificou às quartas de final.

Com foi o jogo

Os minutos iniciais da partida foram de pressão colorada. Aos dez minutos, o Inter teve sua primeira chance, após cobrança de escanteio de Alan Patrick, a bola desviou em Vitão, que mandou para fora. Aos 15, Alan Patrick deu passe para Johnny, que deixou Mauricio na frente do gol, mas o goleiro Armani se adiantou.

Aos 18, Aránguiz recuperou a bola dentro da área e deu passe para Alan Patrick, o camisa 10 chutou mas o goleiro Armani defendeu e a chance passou raspando na trave. Aos 23, Alan Patrick e Maurício tabelaram, a bola foi para Valencia, que imóvel, viu o goleiro Armani se antecipar novamente.

Aos 29, Valencia arrancou sozinho do meio-campo, avançou sobre os marcadores e quase abriu o placar, se não fosse uma grande defesa de Armani. No rebote, a bola sobrou para o equatoriano novamente e o arqueiro do River operou novo milagre. Em seguida, o centroavante tabelou pela esquerda e deu um belo tapa na bola, que passou raspando na trave.

Aos 30, Bustos invadiu a área, foi derrubado, a equipe colorada pediu a penalidade, mas o árbitro Andrés Matonte nada marcou. Antes do final do primeiro tempo, o técnico Demichelis promoveu a entrada de Nacho Fernández no lugar de Enzo Pérez. Aos 47, Beltrán desviou a bola cobrada por Nacho, mas Rochet defendeu.

No final da primeira etapa, o grupo colorado foi cobrar o árbitro uruguaio Andrés Matonte. Rochet foi quem mais discutiu com o juiz. O estádio reagiu e o trio de arbitragem saiu de campo sob forte protesto no Beira-Rio.

A tônica da primeira etapa se repetiu na final, com o River catimbando e fazendo valer sua vantagem. Porém, aos sete minutos, o goleiro Armani enfim foi amarelo foi retardar tiro de meta. Aos 12 minutos, outro foco de confusão, após Aránguiz chutar bola em em Enzo Díaz. O chileno e Solari acabaram amarelados.

Aos 15, Maurício e Valencia tabelaram dentro da área, e na sobra o jovem meia-atacante marcou, mas o equatoriano estava impedido. E aos 24, a Lei do Ex voltou a funcionar no futebol, quando Gabriel Mercado, ex-jogador do River, abriu o placar para o Colorado, após escanteio de Wanderson.

Em seguida, Coudet promoveu as entradas de Luiz Adriano e Pedro Henrique, nas vagas de Maurício e Aránguiz. Aos 32 minutos, o capitão Alan Patrick marcou o segundo do colorado, após cobrança de falta. 2 a 0.

No final da segunda etapa, em um lampejo da defesa colorada, o zagueiro Rojas descontou para o River. 2 a 1. Em seguida, os Millonarios continuaram pressionando para buscar o empate, mas Rochet e Mercado salvaram o Inter. A decisão foi para as penalidades.

Nos pênaltis

Solari, do River, cobrou e converteu, mas o goleiro Sergio Rochet alertou para os dois toques na bola. O VAR alertou, e o árbitro Andrés Matonte anulou a cobrança.

Na nona cobrança, os goleiros trocaram de traves, por conta do gramado já marcado. Em seguida, Rojas acertou o travessão. Rochet, goleiro do Inter, cobrou, converteu e classificou o Inter.

Beira-Rio

Os torcedores que embalaram a classificação colorada às quartas de final quebraram recorde histórico do novo Beira-Rio – que passou por reformas para a Copa do Mundo de 2014. 50.479 mil torcedores marcaram presença no estádio em Porto Alegre, atingindo a marca do maior público desde a reinauguração.

Internacional 2 (9) x (8) 1 River Plate-ARG

Inter: Rochet; Bustos (Igor Gomes, 36min 2ºT), Vitao, Mercado e Renê; Johnny, Aránguiz (Pedro Henrique, 27min 2ºT), Maurício (Luiz Adriano, 27min 2ºT), Alan Patrick, Wanderson (De Pena, 36min 2ºT) e Valencia.

Técnico: Eduardo Coudet

River Plate: Armani; Casco, González Pirez, P Díaz e E Díaz; Pérez (Nacho Fernández, 37min 1ºT), Aliendro, De La Cruz, Barco, Solari e Beltrán.

Técnico: Martín Demichelis

Público: 50.479 mil
Renda: R$ 1.735.185,00

source
Fonte : CNN BRASIL

Leia Também

Deixe seu Comentário