O crime que tirou a vida de Carlos Andrey da Silva Nunes, no município do Congo, está elucidado pela Polícia Civil. A informação é do delegado seccional da área, Gilson Duarte, que fez uma revelação sobre o caso: “Foi tudo arquitetado pelo irmão do proprietário da casa onde ele morreu”.

O homicídio aconteceu na madrugada de 03 de fevereiro deste ano. Andrey estava consumindo bebida alcoólica na residência de um colega, quando dois homens entraram no local e atiraram contra a vítima. 

Nesses 15 dias de investigação, a Polícia Civil apontou a participação dos dois suspeitos que entraram no imóvel e descobriu que o plano para o crime foi montado pelo irmão do dono da residência onde Andrey foi assassinado.

“Foi essa terceira pessoa quem arquitetou o encontro, informando aos outros dois partícipes onde Carlos Andrey estava”, explicou o delegado seccional da região, Gilson Duarte.

Motivação

As investigações apontam que disputas por territórios para o tráfico de drogas motivaram o assassinato, além de desavenças entre vítimas e assassinos.

Destaque nacional 

A Polícia Civil da Paraíba é a primeira do ranking no Nordeste, no quesito elucidação de homicídios, conforme relatório do Instituto Sou da Paz, de São Paulo.

Fonte: Repórter PB


source
Fonte : Repórter PB