O cantor Naldo Benny segue de olho no Fight Music Show e não desistiu de enfrentar o boxeador Acelino Popó de Freitas. No último domingo (26), em vídeo publicado nos stories do Instagram, o músico abriu o jogo em relação ao cachê que quer receber para enfrentar o lutador.

De acordo com ele, o combate já teria sido organizado anteriormente, contudo, os organizadores do evento não cumpriram com os valores combinados, o que fez Naldo recuar nas negociações. Questionado sobre os combates prometidos, o cantor justificou que, pela a quantia de R$ 600 mil em luvas contratuais, aceita lutar contra “qualquer um”.

“O Edvaldo Badola (lutador) é prova disso, o Minotouro (ex-lutador) é prova disso. A ideia inicial da luta Naldo vs Popó era de R$ 600 mil de luvas. O Mamá (organizador do Fight Music Show) falou isso para mim, e o Minotouro está de prova. Mas eles não foram homens comigo, não foram corretos. Por isso, não lutei”, alegou.

“Mas agora uma galera está me enchendo o saco há um tempo. Ficam: ‘Vai lutar?’, ‘cadê você?’, ‘correu?’. Não corri de nada. Se forem homens comigo, se botarem os R$ 600 mil como luvas, como foi o papo no fio do bigode… Se botarem, eu vou! Vou e vou ganhar essa p***! Vou fazer orgulho para o Rio de Janeiro”, seguiu.

Na sequência, Benny ainda aproveitou o momento para provocar Kleber Bambam. O ex-BBB foi nocauteado nos primeiros 36s da luta contra Popó, realizada no último sábado (24). O cantor Nego do Borel, derrotado por MC Gui, também no Fight Music Show, não passou ileso por Naldo.

“Não sei de onde o Bambam é, mas fez vergonha. O Nego do Borel fez vergonha para o Borel e para o Rio de Janeiro. Fez vergonha para c***! Eu vou trazer orgulho para o Rio de Janeiro. Se forem homens comigo, se honrarem a palavra comigo, Popó, Mamá, Fight Music Show, bota os R$ 600 mil ou mais de luva e vamos fazer o bagulho acontecer. Não tenho medo de Popó, de Bambam, de ninguém”, declarou o cantor.

Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

source
Fonte : CNN BRASIL